fbpx

Rapé Nukini – Onça

R$45,00R$100,00

Rapé Nukini – Onça

O rapé Nukini Onça é preparado com as cinzas de Tsunu, tabaco Sabiá e ervas nativas Nukini muito raras, sendo a composição restrita apenas ao feitor Nukini. Como resultado, temos um rapé forte, profundo e bem equilibrado. Sendo levemente condimentado com uma seleção de ervas de tradição Nukini, dando um frescor agradável e neutralizando o cheiro do tabaco. Além disso, é medicina propicia para meditação e ótima para uso dentro de trabalho espiritual, alinhando-se com a força sagrada da onça, animal protetor das matas virgens e dos mestres ayahuasqueiros.

Todos os produtos são vendidos como amostras botânicas, sem reivindicações expressas ou implícitas para um propósito ou uso específico. Todas as informações fornecidas, são apenas para fins de pesquisas educacionais, científicas, etnográficas e históricas.

NUKINI

Os Nukini são uma etnia do tronco linguístico Pano que atualmente se reconhecem como o Povo da Onça. Em suma, os primeiros contatos com o povo Nukini aconteceram no começo do século XIX no estado do Acre. Em meio a grande resistência frente aos caucheiros peruanos, os Nukini do Brasil se fixaram na região que compreende o Vale do Juruá e Serra do Môa, organizando-se inicialmente em pequenos clãs: Inubakevu (Povo da Onça Pintada), Panabakevu (Povo do Açaí), Itsãbakevu (Povo do Patoá) e Shãnumbakevu (Povo da Cobra). Enquanto no Peru, os Nukini habitaram a região do Vale Ucayali.
Posteriormente, em 1993 foi criado o território indígena Nukini no Acre, contemplando o igarapé Republicana (afluente do Rio Môa) e o igarapé Timbaúba, que está localizado na região noroeste do estado do Acre, fazendo fronteira com o Parque Nacional da Serra do Divisor, o qual os Nukini também reivindicam parte da terra.
Está etnia também está distribuída nos municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves e na capital Rio Branco. Segundo os dados de 2014 do Sistema de Informação da Atenção à Saúde Indígena – SIASI e da Secretaria Especial de Saúde Indígena – SESAI, estima-se que sua população seja de cerca de 620 membros. Atualmente, os Nukini encontram-se num movimento de fortalecimento da sua tradição através da valorização da sua espiritualidade, costumes, artesanatos e medicinas sagradas.

Tabaco: Sabiá
Cinza: Tsunu
Complemento: Mistura Nukini

O rapé Nukini Onça é preparado com as cinzas de Tsunu, tabaco Sabiá e ervas nativas Nukini muito raras, sendo a composição restrita apenas ao feitor Nukini. Como resultado, temos um rapé forte, profundo e bem equilibrado.



Limpar

Simulação de frete